Minha ansiedade é diferente da sua

Categorias diarinho

E tá tudo bem. A gente pode continuar falando sobre isso, trocando experiências e aprendendo uns com os outros. A verdade é que é bastante improvável que alguém vá ter exatamente os mesmos sintomas que outra pessoa, mas entender como o outro vive sua ansiedade e como ele lida com os seus problemas é sempre melhor que sofrer sozinho.

Tô sabendo que o blog está em falta de textos mais felizes e úteis, e prometo que eles vão sair em breve, mas eu acredito muito que a gente precisa conhecer os nossos problemas para conhecer a nós mesmos. Hoje fiquei refletindo o quanto a minha ansiedade se manifesta de formas completamente diferentes do que nas pessoas próximas de mim. E também como a gente lida com ela é muito diferente.

Hoje tive um dia muito ocupado, tô fora de casa quase o dia todo – inclusive agora, escrevendo o post no laboratório da faculdade, no meio da aula – e isso é pra mim um dos maiores pesadelos que consigo pensar. Eu preciso lidar com poucas coisas de cada vez, já alguns conhecidos lidam com a ansiedade procurando se ocupar o máximo possível, pois não conseguem lidar com os próprios pensamentos sozinhos.

Eu penso demais. Realmente ficar sozinha pensando não é a melhor solução do universo, mas aí eu me ocupo com as coisas que me tranquilizam e me divertem. A ideia é, aos poucos, saber lidar melhor com as situações que engatilham as crises e os sintomas mais incômodos. Enquanto isso, a gente segura o tangle dourado na mão e apresenta o trabalho mais tranquila.

1 ideia sobre “Minha ansiedade é diferente da sua

  1. Eu tive um ataque de ansiedade feio no início da semana, e vejo que muitas pessoas também tem, não sei como quase ninguém fala sobre isso :c
    As pessoas tem vergonha e acham que é frescura :c

    Com amor,
    Bruna Morgan

Deixe uma resposta