organização

Esse tal de Bullet Journal

Se você é um pouquinho louco por papelaria e organização como eu, provavelmente já testou diversas agendas e planners na eterna busca de encontrar o sistema perfeito que vai te ajudar a manter sua vida em ordem. Eu experimentei de tudo um pouco, admito, mas foi só depois de eu descobrir o Bullet Journal que consegui alcançar a tão sonhada paz de espírito da organização. Planejar a minha vida me dá uma sensação de controle que ajuda bastante a lidar com a ansiedade, e esse sistema me permite acrescentar também pequenos lembretes de hábitos que quero manter e para garantir que eu também tenha tempo de me divertir e fazer as coisas que amo.



Afinal, o que é um Bullet Journal?

O Bullet Journal é um sistema de organização criado pelo designer Ryder Caroll que tem como princípio unir os seus milhares de cadernos, agendas, anotações e post-its espalhados pela casa, em um só lugar e nunca mais perder as coisas importantes.

A ideia é realmente simplificar tudo em um sistema só, escrever de forma rápida e sem preocupações, e organizar esse mundo de informações com um índice e um sistema de símbolos que adicionam significado a cada pequena entrada no seu caderno.
Como começar?

Tudo começa com um caderno e uma caneta. O índice é a base de toda a organização, o jeito mais fácil de você encontrar qualquer coisa que queira escrever. Depois, uma pequena visão do futuro (future log) pra anotar os compromissos e planos que forem chegando. Então, é só começar o seu mês (monthly log), listando os dias e preenchendo com seus planos, compromissos e metas. Daí partimos para o dia-a-dia: uma lista das atividades que precisa cumprir, ideias que surgem no momento e anotações para pesquisar depois. Além disso, quando um projeto for grande demais ou quando quiser juntar informações do mesmo tipo, vire a página e comece uma lista, são as chamadas coleções.

Os símbolos (signifiers) são para você identificar as informações em seu caderno facilmente. Eu, por exemplo, uso um quadrado para tarefas, um círculo para eventos e uma setinha para anotações.

O Ryder fez um vídeo muito explicativo do sistema e, mesmo quem não entende muito inglês, acho que vale assistir:

O que as pessoas andam fazendo?
Se pesquisar pelo pinterest ou instagram vai encontrar muitas e muitas ideias de pessoas que usam o BuJo para se organizarem também, e às vezes, como um espaço criativo. Mas o importante é não se assustar com todas as informações por aí, cada um adapta o Bullet Journal à suas necessidades e realidade, você não precisa copiar ninguém. Entrar no mundo dos planners também pode ser bastante intimidador, mas com um pouquinho de curiosidade e paciência você começa a perceber o estilo que melhor vai se encaixar na sua vida e aí é só alegria.

Particularmente, o meu lugar favorito para buscar inspiração é o youtube. Por lá as pessoas compartilham os seus cadernos, o processo de planejar e fazer suas diferentes páginas (também chamadas de spreads) e o que pensam e como usam cada coisa. Dá pra ter ideias do que pode funcionar para você também e de coisas que talvez pareçam muito bonitas, mas não seriam tão úteis para sua vida. Esse momento de encontrar inspirações é muito importante sim, mas o essencial é começar e testar. Você vai adaptando o lado visual da coisa com o passar do tempo!

Deu errado, e agora?
Obviamente o sistema pode ser adaptado e customizado para todos os usos e gostos, e é por isso que o Bullet Journal é tão legal: ele é feito por você, pra funcionar pra você. E também, nada é permanente: se não gostou ou não funcionou, é só virar a folha e começar de outro jeito. Acho interessante logo no começar ir experimentando todos os tipos de página que te interessam, depois, é só ir mantendo o que te agradar e for útil de verdade.

Esse poder de adaptar e customizar também é ótimo pra quem não consegue manter agendas regulares. Não tem problema se pular um dia ou se quiser escrever várias páginas em outro!

Ainda vou fazer um post pra mostrar o meu Bullet Journal e indicar as pessoas que mais me inspiram também. Mas já posso contar o que descobri de mais importante nesses oito meses que estou usando só o BuJo para me organizar: o segredo é manter as coisas simples.

3 Comments

  1. Eu vi Bullet Journal e como a louca por papelaria que sdou, já vim aqui ler seu post! Eu não me ajeitei com o BuJo, mas uso bastante planners para me organizar. O mais próximo que tenho de um Bujo é meu Diário de Leituras, mas essa parte do índice e dos bullets em si não funcionou para mim. Mas eu amo ver os spreads dos outros, passo horas assistindo vídeos no YT sobre o assunto.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

  2. eu tb acho que o segredo é fazer o simples ♥ comecei meu bujo esse ano e ele tem me ajudado demais! a me organizar e a registrar coisas pra lembrar depois, já que minha memória é péssima, hahaha.

Deixe uma resposta