Sempre me importei. O psiquiatra disse que é uma das coisas mais fortes em mim, que engatilha as ansiedades e me deixa em estado depressivo. Mas eu sempre me importei. Houve tempos, quando eu não me sentia eu mesma e só queria me encaixar, que eu fingia não me importar. Parecia o mais legal a se fazer. Deixar a vida passar como se você fosse importante demais pra tudo aquilo que acontecia. Nada me afetava, nada me emocionada, nem feliz nem triste, um estado perfeitamente…Continue a ler “Eu me importo demais”